sábado, 31 de dezembro de 2011

O ano da Super-Mulher

O Homem-Que-Não-Assina chegou a dizer "este ano estás armada em Super-Mulher!". E mesmo eu tive algumas dúvidas de conseguir sobreviver ao ano.

No meio de muito trabalho, estes foram os acontecimentos:

- Comprei a Lélé, finalmente tenho "A" mota. Paizinho, já dei 180km/h....
- Casei, aconselho vivamente, estou a gostar muito e para esse dia fiz as unhas pela primeira vez na vida.Um acontecimento por si só.
- O Lucas entreou oficialmente na condição de idoso e fez-me balouçar entre o stress e a tristeza profunda. Eu sabia que ía ser difícil mas nunca pensei ficar tão mal. É muito mais difícil do que se imagina, acreditem.
- Fui ao Campeonato do Mundo de Campo e voltei-me a sentir eu. Uma sensação que me deu ganas de treinar a sério, e tem dado frutos.
- Fui ao Campeonato da Europa de Field, decidi deixar de brincar com o compound e quebrei os meus records, fiquei em 3º e fiz o meu primeiro robin.
- Tirei um Curso de Especialização em Gestão e aprendi muito sobre como funciona o mundo.
- Investi num escritório que espero se torne pequeno muito em breve e eu tenha de o trocar por um prédio de 3 andares. Sim, sou optimista, muito...

E assim, foi entre tudo isto que, ao longo do ano, emagreci 15 Kg, de uns exagerados 72Kg para uns "Ai, o que é que andas a fazer rapariga?" 57Kg.
Meta para 2012? Engordar até aos 120Kg, hahahahaha!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O Casamento do Ano

Parece impossível!
Então fazem o resumo dos casamentos do ano e não falam do nosso?

http://lifestyle.publico.pt/artigos/298375_os-casamentos-do-ano

Caramba, esse sim, foi o casamento do ano! E aposto que não têm uma foto como esta...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

HULK ESMAGA!

Informo que este post vai provavelmente impressionar alguns leitores.
Tenho essa noção porque, o que para mim já é uma experiência absolutamente normal do dia-a-dia, demonstra ser algo anormal quando estou a explicar a situação e vejo as caras aflitivas de quem me ouve.

Sendo a minha cabeça um zero no que toca a datas, dá-me imenso jeito ter este blog para ir buscar referências de acontecimentos importantes. E assim sei que já lá vão 6 meses de cuidados diários ao felino idoso lá de casa. Sinceramente, se eu não fosse ver, diria que foram 2 ou 3, passa num instante.

Os cuidados diários incluem 10 minutos de soro subcutâneo e o que acontece quando se injecta cerca de 100ml de soro assim de repente é formar-se uma bolsa dentro da pele, que passeia pelo corpo do bicho, conforme ele se move.
Enquanto vocês já estão com esse ar aflito, estamos nós a rir de onde ficou a bolsa. Damos o soro todas as noites e se de noite nos rimos porque parece que o Lucas assaltou uma loja de conveniência e leva o "blusão" cheio de bebidas e chocolates, de manhã, quando já quase todo o soro foi absorvido e o restante já escorreu para a pata mais próxima, parece o HULK numa versão a preto e branco.


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Post directo do quintal

De maneiras que ser distraída e sair de casa a dormir é assim...fica-se fechada fora de casa muitas vezes...
O Homem-Que-Nunca-Mais-Chega vai-me gozar outra vez...

Votos do HQNA

O Homem-Que-Está-Sempre-A-Trabalhar deseja a todos os leitores do NãoGostodeErvilhas um...

Mudança nos feeds

Para quem me segue em leitores de feed's, o Ervilhas passou a emitir apenas o parágrafo inicial de cada post. Para ver o post completo será necessário clicar no link para ver na página original.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Temos de falar

Querido Serviço de Finanças,
temos de falar!

Eu sei que é malvadez ter esta conversa em época festiva, mas a verdade é que a situação chegou a um ponto em que não posso esperar mais. Tenho de te dizer como me sinto.
Bem sei da tua dedicação e esforço na nossa relação, basta ver a quantidade de cartas que me tens escrito nos ultimos meses. É com carinho e compreensão que as leio, uma após outra, e por vezes até chego a deixar escapar uma lágrima, tal é a emoção. Não sei se pela forma como escreves ou apenas pela persistência, consegues tocar bem no fundo do meu ser, como mais ninguém, e fazer-me exaltar nos meus dias mais calmos.
No entanto, Serviço, tens de saber que este ano...casei, aliás, deves ter recebido notícias da Conservatória. Não sei ainda como reagiste a essa notícia, mas receio que toda esta correspondência que me envias possa prejudicar a minha actual relação.
Afinal o que é que o Homem-Que-Não-Assina vai pensar? Sou casada com ele e tu escreves-me muito mais vezes. Cai mal, percebes? Podes argumentar que é ele que é pouco romantico, ok, eu comprendo que estejas magoado, mas na verdade a tua insistência faz-me sentir perseguida.
É por esta razão que te peço, deixa-me seguir em frente, não me escrevas mais, se possível até, esquece que eu existo.

Fica bem, Serviço de Finanças, oxalá encontres alguém que te compreenda melhor que eu.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Ditos Populares

O que vale são as pequenas coisas.


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Os primeiros 100

Foi com grande alegria que liguei em alta voz ao Homem-Que-Não-Assina para que ele pudesse festejar connosco os primeiros 100 000km, íamos nós (eu e o The Red Bimmer) quase a chegar a casa.
Foi uma grande festa em alta voz, com desejos de multiplicar várias vezes a contagem no mostrador. Foi por poucos minutos/quilómetros que não festejámos no quintal.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Tenho um Faz-Tudo novo

Eu - Sr. V, é preciso fazer ali um furo, tem uma broca de 20?
Sr. V - Mais ou menos.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Não percebo

O WindGuru diz que não vai chover, mas dói-me o cotovelo dos 30 lancinantemente.


quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Estilo Militar

Cansado de combater o crime sozinho, o Super-Gato alistou-se no exercito e adoptou o estilo Comando.


Aposto que não o conseguem ver na foto aqui em baixo, devido à perícia com que utiliza as mais inovadoras técnicas de camuflagem.


Hã? Conseguem ver? Ah, espera...não tirei a etiqueta! É isso...

Fui lá abaixo comer qualquer coisa...

...felizmente alguém ficou a "trabalhar" por mim.


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Empadas - take 1

Bom...foi a primeira vez que fiz. Não são as mais bonitas do mundo, mas estavam bem boas.


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Post via Sapo Móvel - mas com etiqueta

Ora diz o menino da PT que desta vez estamos sem Meo porque existe um constrangimento por parte da linha.

Não percebo, está cá há tantos anos, nunca a tratámos mal, antes pelo contrário, nem é coisa dela ficar assim constrangida sem dizer nada.

"Cara linha, quero desde já apresentar as nossas desculpas por qualquer indelicadeza de que tenha sido alvo ou qualquer acto que a tenha deixado menos à vontade, pois não era nossa intenção causar qualquer tipo de constrangimento. Estou certa que iremos encontrar um compromisso que faça perdoar esta nossa falha e retornar as boas relações que temos partilhado.


Cumprimentos e desejos de uma célere retorno.

Ass: Cliente da Meo que só não muda de operadora porque a linha é a mesma!"

O que se porta pior

"És tu que tens um gato velhinho, não é? Coitadinho, deve dormir o dia inteiro, não deve dar trabalho nenhum, não é?"

É!

domingo, 27 de novembro de 2011

Em construção

O Homem-Que-Não-Assina já tem escritório!


Bem...mais ou menos. Pelo menos já tem o espaço e a pose de patrão. Já não falta tudo!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O selo é que não pode faltar

Quanto mais me vou inteirando do mundo financeiro e fiscal, mais desilusões tenho.

Esta manhã fui a uma repartição de Finanças para participar um contrato de arrendamento e ainda desconfiada de tanta facilidade perguntei à senhora se não era preciso autenticar as assinaturas ou reconhecer de alguma forma o contrato como documento formal.
A resposta foi "Não, nada disso, só precisa de pagar o Imposto de Selo".

Ou seja, o que interessa é que as Finanças recebam a sua quota parte por eu ter escrito um contrato para alugar um espaço que é meu. Nem vem ao caso que também já receberam por eu ter comprado o espaço, porque fiz a escritura e porque mudou de nome na câmara - sim, 3 pagamentos diferentes. Para já não falar que vão tambem receber uma parte por cada mês de renda.

Agora se eu forjei a assinatura do inquilino a dizer que ele me deve uma dada quantia por mês, isso já não interessa nada.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Vem aí 'ma carga d'água da parte da tarde...


Hã?

Ía eu escrever máquina de corte quando...


terça-feira, 15 de novembro de 2011

A fábrica está a arder!

Mais uma manhã igual às outras, acordei, vesti-me, desci as escadas, olhei pela janela e voltei a subir as escadas a correr. Foi com esta frase que acordei hoje o Homem-Que-Não-Assina: "A fábrica está a arder! A Sicasal está a arder!"


Ficámos os dois na varanda, a olhar para o fumo, o HQNA a questionar qual a causa, eu a tirar fotos, o HQNA a contar os movimentos de carros e pessoas junto da fábrica, eu a calcular a altura das labaredas, o HQNA a acalmar-me que o terreno está molhado, tão cedo não chega aqui, eu a recordar o plano de fuga, cães na mala do carro, gatos nos transportadores, e de repente lembrei-me: "E os porcos? Como estarão os porcos na fábrica? Têm de os soltar!"

Depois de ver chegar bombeiros ao local, saí para o trabalho, mas pedi ao HQNA para não sair de casa sem ver a situação controlada. Pelo caminho consegui ver a parte da frente da fábrica, já destruída. A dimensão da catástrofe é enorme.


Mais tarde, tive confirmação pelas notícias que o incêndio está dominado e que os porquinhos estão bem.
Fico agora a pensar na vida das pessoas daquela vila e das outras à volta. Sem dúvida que a fábrica é o centro da actividade desta zona, e este incêndio terá consequências na vida de todos, mesmo os que não trabalhavam directamente na fábrica.

A Sicasal está a arder

Fotos tiradas esta manhã cerca das 07h45.

Incêndio na Sicasal - 07h45

Incêndio na Sicasal - 07h45

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

I don't like peas

A América descobriu o meu blog esta semana!


Domingo de (muita) chuva

Com um fim de semana todo para mim (sem trabalho e sem Homem-Que-Não-Assina), decidi deitar mãos à minha cozinha, que mais parecia o cenário de um filme alternativo, depois de semanas em que ambos os donos passavam da rua directos ao escritório, com uma breve abertura do frigorífico para tirar pronto-a-comer.
Sábado foi dia de arrumação e limpeza total nos armários (caramba, agora até tenho uma garrafeira!), e domingo foi dia de arrumar o balcão e de festejar a arrumação a fazer bolos e bolinhos, aproveitando para estrear uma forma de queques nova.

Lá fora chovia e trovejava (e choveu e trovejou todo o dia) a potes, os cães alternavam entre a cama e a porta da cozinha, conforme a chuva era mais ou menos forte. Os gatos era só cama mesmo. E eu entretida a fazer massa de bolo, quando descobri que me faltava o gengibre. Saí com o The Red Bimmer, deixando os preparos no fogão, e lá fomos até ao supermercado.
Na estrada, apercebi-me da violência da tempestade, especialmente porque fui apanhada por uma vaga mais forte na volta.
Em boa hora cheguei a casa, pois começava a cair granizo misturado com chuva muito forte e ao entrar percebi que algo não estava bem, porque o Ciro estava em pânico, miando desesperadamente à minha volta.
Na sala, o Lucas dormia profundamente (ser surdo é uma benção), a Niki  estava petrificada dentro do cesto da lenha e o chão estava a começar a alagar. Entrava água pelas janelas e pela porta e ainda eu despia o casaco quando comecei a ouvir barulho na cozinha. Era granizo que entrava pela chaminé, do tamanho de bolas de golfe, e estava a causar o caos no meio dos meus preparos dos bolos.
Tirar as cadeiras do chão, ir buscar panos, subir as cortinas, tirar as coisas do fogão, acalmar o Ciro, sei lá o que fiz primeiro, fiz tudo ao mesmo tempo. Desta parte não tenho fotos, o pânico era tal que não havia tempo.

Lá consegui conter a situação, com uma valente molha a desentupir os ralos das portadas das janelas. Limpei os estragos, acabei os cozinhados, pus a massa no forno e fui aquecer com um chá quente no sofá.


Atribulado que foi o meu domingo, os bolos ficaram um espectaculo e, aventureira, até os deixei a arrefecer debaixo da chaminé. Afinal quantas cargas destas caem por dia?

sábado, 12 de novembro de 2011

Adorei esta :)


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

É que já vou no 7-11....

Homem-Que-Não-Assina - "Querido Google, quero fazer o update do firmware do meu Android, mas a minha mulher não me deixa porque diz que perde o progresso que já fez no Angry Birds. O que posso fazer?"

Google - Não és o único com esse problema....

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O Mundo está prestes a acabar

Não há Golden Puffs no LIDL....

terça-feira, 8 de novembro de 2011

BD Caseira XX

Aconteceu uma tragédia nos bastidores da BD Caseira. O disco rígido onde guardo as edições da BD avariou. Neste momento, tenho apenas os produtos finais, sem qualquer acesso às versões editáveis, ou seja, perdi as minhas formatações, tipos de letra, balões preferidos, enfim...uma tragédia.

No entanto encontrei aqui uma foto mesmo a pedir para ter a honra de representar a edição nº 20 da BD Caseira, e lá improvisei uma formatação parecida com a habitual.

Esta edição marca a primeira aparição dos meus bólides actuais. O Cordobamobil e o Charuto tiveram a sua chance, mas entretanto já nos despedimos deles. Chega agora a vez do Sebastião (que até admira como não entrou antes) e a estreia também do The Red Bimmer (sim, The!).


segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Ainda de volta do Mac...

...S. Pedro já descobriu a aplicação do frio...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Porque não pára de chover

Ora, isto é muito simples. O Steve Jobs morreu, não foi? E foi para o Céu, onde teimou em "actualizar" os sistemas todos para Mac. Lá convenceu Deus que aquilo era uma boa campanha de marketing, que o Céu ía ser visto como algo mais cool e até os hipsters seriam convertidos.
Deus foi na conversa e o estado actual da coisa é este:

S. Pedro - Mas que caraças! Eu dantes tinha aqui os ícones todos no ambiente de trabalho, agora só consigo entrar no programa das tempestades e foi por engano, nem sequer sei sair daqui. Onde é que está a cruzinha? E onde raio está o Menu Iniciar? Que é dos meus atalhos?

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

BD Caseira XIX

(clicar para ver em tamanho original)

Escrita inteligente

Mas porque raio é que quando escrevo COBAIA o telemóvel teima em escrever AMACIADOR?

Repost Agri-Doce

Uma pessoa gosta de escrever e depois dá nisto, ontem era para escrever um post agri-doce sobre um assunto mas quando comecei a escrever saiu-me uma coisa profunda sobre a aprendizagem da vida. Pelo menos eu achei que era profundo...
Que mania a minha de escrever primeiro o título e depois o texto.
Bom, hoje, para armar ao pingarelho e dizer que sou muita boa nisto da literatura, já escrevi o título e vou escrever sobre o mesmo assunto, mas a bater certo com aquilo lá em cima. É todo um espectáculo de variedades este blog!

A ideia de ontem era falar de como pode ser cómica uma conversa sobre a morte, em especial quando esta se repete de 15 em 15 dias e nestas circunstâncias:

Vet - "Então como vai o Lucas?"
Eu - "Vai muito bem, cheio de apetite, muito chato de volta de nós, muito activo!"

O veterinário olha para mim, com um ar incrédulo, como se eu estivesse a mentir ou a exagerar, e eu ía jurar que ele pensa "Coitadinha, ainda não caiu em si. Está em negação." e dou graças por ter levado o Homem-Que-Não-Assina comigo para que haja mais alguém naquela sala a dizer o mesmo, para provar que eu não estou maluca. Invariavelmente, depois do meu discurso, o veterinário olha para o HQNA em busca de palavras mais sensatas.

HQNA - Sim, é verdade. Sobe para cima do balcão, anda debaixo dos nossos pés, até lhe pusemos um guizo...
Vet sorri confuso - "Esse gato vai mesmo contra as leis da medicina, vamos lá ver como estão as análises."

Aguardamos então os 10 minutos do costume pelas análises enquanto comentamos entre nós que o veterinário parece esperar sempre notícias piores.
Ele volta à sala com ar triste e anuncia "Os valores baixaram mais um bocadinho" (ou a variante "Os valores estão iguais") e em seguida relembra-nos que já passou há muito o limite dos valores normais e que com estes valores seria de esperar que ele já tivesse partido, iniciando então a conversa de quem prepara os donos para o pior.

Vet - ... continuar com a medicação e com o soro todos os dias, para lhe dar algum conforto, e...é aproveitar cada dia. Ele está a esgotar as reservas que ainda tem...e tudo isto não é muito bom para a qualidade de vida dele.

E aí eu deito por terra o argumento com um:

Eu - Ele não se importa! Àquela hora já sabe para o que vem, mas vem para o colo sozinho e durante os 10 minutos do soro até dorme.

Mais um olhar incrédulo do veterinário e mais um olhar para o Homem-Que-Não-Assina, que confirma.
A ironia aqui (e onde está o agri-doce da coisa - AHA! Viram?) é que temos uma "aula" de preparação para a partida do Lucas de 15 em 15 dias, mas os 14 dias de intervalo mostram-nos o contrário. Todos os dias nos surpreende com um dos seus actos de espertice aguda, com a sua teimosia, com a soberania sobre os outros 2 lá de casa, com tudo o que faz dele o gato especial que é.
Apesar de vermos que não consegue engordar, que os valores das análises são mesmo muito maus e a piorar, de ouvirmos o especialista a dizer que tudo indica o pior cenário a curto prazo, com termos como "fase terminal", "degenerativo" e "esgotar reservas", o que vemos todos os dias é um bicho feliz. E isso é que interessa!



A despedida é no mesmo tom:
Eu - Então até daqui a 15 dias.
Vet - Sim, se não acontecer algo entretanto.

Saimos do consultório com um misto de emoções. Tristeza por nos serem relembradas aquelas palavras pesadas, e uma pontinha de orgulho por termos surpreendido o veterinário mais uma vez com boas notícias. A conversa depois da consulta acaba sempre em risota, chegamos a duvidar se a máquina das análises não estará avariada e falamos com o Lucas como se fosse um super-herói. Um super-herói velhinho, que merece todo o carinho do mundo por todas as boas acções que praticou.

A propósito disso, está quase na altura de vestir a capa...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Post Agri-Doce

Usamos e abusamos de palavras e chavões pela vida fora, mas só de vez em quando nos apercebemos realmente do valor de cada um(a). Muitas vezes se passa uma vida inteira dando uso a expressões que nunca se chegam a sentir na pele. E não há mal nenhum nisso, cada um tem as suas experiências e é isso que nos torna diferentes uns dos outros.

Este ano tem sido cansativo para mim, no sentido em que já aprendi o significado real de demasiadas palavras. Tive anos tão inúteis em aprendizagem, mas este está a ser realmente produtivo, talvez um pouco demais. Não sei se consigo reter tanto saber em tão pouco tempo.

Em mais uma visita ao veterinário, para acompanhar o estado do idoso lá de casa, deu-se uma conversa já habitual de 15 em 15 dias:
Vet - "Então como vai o Lucas?"
Eu - "Vai muito bem, cheio de apetite, muito chato de volta de nós, muito activo!"
Vet sorrindo - "Esse gato vai mesmo contra as leis da medicina, vamos lá ver como estão as análises."
(...)
Vet - "Os valores baixaram mais um bocadinho - (ou a variante "Os valores estão iguais") - estão muito abaixo dos valores normais, é continuar com a medicação, para lhe dar algum conforto, e aproveitar cada dia. Com os valores dele, normalmente ele já não estaria aqui, está a esgotar as reservas...
Eu - Pois...nós fazemos tudo certinho, todos os dias à noite. Damos o soro e o comprimido...
Vet - Pronto, então até daqui a 15 dias, se não acontecer algo entretanto.

E estas palavras ressoam cá dentro, dia após dia, e vão-se esbatendo ao longo dos 15 dias, confrontadas com o que os meus olhos veêm, confrontadas com um gato que continua a fazer asneiras, que continua a pedir colo, que continua mais teimoso que eu, confrontadas com a minha esperança inútil de melhoras. Felizmente de 15 em 15 dias tenho uma "aula" de reciclagem, para voltar a focar-me.

"Aproveitar cada dia"..."dar conforto"...são algumas das expressões que aprendi este ano, mas a que me tem feito mais impacto é que de facto, independentemente de saber muito bem em que situação estamos, "a esperança é mesmo a última a morrer".

sábado, 22 de outubro de 2011

Decisões


Vou a 120km/h numa estrada nacional e diz o Homem-Que-Não-Assina:
- Olha mé-més! Olha a curva!
Bom, ou olho para os més ou para a curva, decide-te!

Nota: caso o leitor seja um agente da autoridade, nomeadamente da BT, isto aconteceu tudo num sonho.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

terça-feira, 18 de outubro de 2011

O prometido é devido

Os 1000km...é chegada a hora da revisão e depois...bom, depois emprestar a LéLé ao Homem-Que-Não-Tem-Medo.

A boa notícia é que vou já ficar a saber quanto é que ela dá...a má, bom...não vamos pensar nisso...

Esta é para as donas de casa

Domingo à noite não estendam roupa!

Estava eu aqui a ver a previsão do tempo para o fim de semana e olhem o que eu descobri. Na madrugada de segunda-feira, vento com rajadas de 82km/h e 19mm/3h de chuva!


S. Pedro voltou finalmente de férias e desligou o Cruise-Control do Verão...

Fonte:http://www.windguru.cz/pt/index.php?sc=181561

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Esqueci-me das chaves

Considerações que me assolam por estar fechada fora de casa, à espera de um Homem-Que-Tem-A-Chave-Mas-Está-Atrasado:

- Tenho de comprar umas cadeiras melhores cá para fora.
- Felizmente há wifi no quintal.
- Raisparta mais às melgas, vou para dentro do carro.
- Olha, já agora vou ver se me saiu o euromilhões...ía já comprar uma casa sem fechaduras!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A minha dona é parva

Primeiro pensei num Teletubbie, mas depois lembrei-me do tamboril do "À Procura de Nemo" e não consegui parar de rir. Daí as fotos tremidas...



quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Então e a casa?

Bolas pá! Que mania esta que o HQNA tem de se lembrar das coisas importantes.
Estava eu em fúria, a desabafar sobre a minha frustração profissional, de me esforçar e gastar enquanto outros não me deixam trabalhar, dizendo que não quero saber, vou mandar tudo pelos ares, e que cogumelo bonito faria, quando me pergunta ele: "Então e a nossa casa?"

Porra!

Sendo assim, vou ter de ouvir a Des'ree em loop até isto me passar...

A letra está aqui: http://www.stlyrics.com/lyrics/thatssoraven/yougottabe.htm

Test-drive

O Homem-Que-Não-Assina ofereceu-me um disco externo nos anos. E pergunta ele: "Então o disco é bom?"
Para almofada não está mal...

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O meu Omnia é um espectaculo


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Entretanto em Sines


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Qual Agosto, Qual Quê

Em Outubro é que se está bem!

domingo, 9 de outubro de 2011

Não pedia mais nada

Esta vida e 2000€ por mês.

sábado, 1 de outubro de 2011

Call Center Celestial

"Benvindo ao Centro de Atendimento Celestial, por favor insira o seu número de Crente"
(...)
"Obrigado. Por favor escolha uma das seguintes opções:
- para Confissões e Pecados, prima 1;
- para Pedidos e Milagres, prima 2;
- para Alteração de Crença, prima 3;
- para Tempestades, Dilúvios ou outras Pragas, prima 4;
- para letras de Avés Marias e Pais Nossos, prima 5;
- para falar com um assistente, prima 9;
- para falar com Deus, desligue o telefone e reze."
(...)"4"(...)
- Tempestades, Dilúvios e outras Pragas, boa tarde. Em que posso ser útil?
- Boa tarde, queria encomendar um raio.
- Concerteza, é para entregar onde?
- É para acertar num tubarão, pode ser?
- Para entregas no mar, tem de ligar para a linha de atendimento de Neptuno.
- Não, não é um tubarão desses, é dos empresariais. Aqueles que comem tudo...e não deixam nada...
- Só um momento por favor...
(...)(música celestial)(...)
- Verifico que o seu saldo de esmolas se encontra negativo, e neste caso não podemos activar o seu pedido.
- Mas eu ainda este fim de semana fui ao baptizado do meu sobrinho, e cantei na missa e tudo...
- Bom, poderá repor a situação rezando 3 Avés Marias e 2 Pais Nossos.
- Ok, então aceito.
- Muito bem, qual o serviço que vai querer? O Raio Fumegante, Fulminante ou Electrizante?
- Hum....
- Devo dizer que temos uma promoção este fim de semana: na aquisição de um Raio Fulminante oferecemos uma aguaceiro ao domicílio.
- Pode ser esse então.
- Só um momento...
(...)("ALELUIA" em música celestial)(...)
- Obrigado por aguardar, o seu pedido será activado dentro de momentos. Obrigado por contactar os nossos serviços."

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Um de cada vez

http://www.publico.pt/Sociedade/isaltino-morais-foi-preso-hoje-1514376

Já só faltam 3743.

--------------------

Errata pós-post: ...faltam 3744...

http://www.publico.pt/Local/isaltino-morais-foi-libertado_1514547

sábado, 24 de setembro de 2011

Morte aos passarinhos


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Inteligência Emocional

Não tenho nenhuma, nada, nicles, népia, zero, nop! Definitivamente não dava para política!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Regatear

Carpinteiro - "...mas isto é madeira de 3cm, não estica, não encolhe, nem troce!"
Eu - "Ah pronto, então se não troce, está bem!"

As pessoas

É muito difícil encontrar quem queira trabalhar. Quem leve o trabalho a sério, quem compreenda que trabalhar (e bem) não é apenas um meio de obter dinheiro mas algo que nos pode elevar intelectualmente e proporcionar-nos horizontes completamente inesperados e promissores.

Raios, como odeio estar cheia de trabalho e ver à minha volta gente a não fazer nada e sem a mínima vontade de mudar. Só uma coisa me acalma nestes dias, a certeza que vou chegar mais longe que elas.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Ah Ganda Lucas !!!

Quem me segue no blog talvez tenha só uma ideia disto, mas quem me segue pessoalmente sabe que as ultimas semanas não têm sido fáceis para mim, e possivelmente sabe isso até melhor que eu.

O Homem-Que-Não-Assina disse-me que esta história toda do Lucas me afecta mais do que eu penso. Ele lá saberá, que está a ver de fora, mas hoje dei-lhe razão, porque sinto-me com menos 10 kg que ontem, de repente já me apetece trabalhar e agir, e muito. Já me apetece fazer todas as tarefas que tenho adiadas. E só a ideia de me alapar no sofá sem fazer nada faz-me cócegas.

Esta piadola dos 10 kg até nem é descabida, pois tenho de facto menos 16Kg que há exactamente um ano atrás. Sim, a sério, mas depois falamos disso. Voltemos ao Lucas. A perda de "peso" de que falo foi desde ontem à tarde.

 Eu não vos saturei com dados clínicos e relatos de internamentos, mas o facto é que o meu velhote esteve mesmo muito mal nas ultimas semanas. Sem muitos pormenores, vários factores resultaram numa anemia muito grave, 10% de glóbulos vermelhos no sangue, e a idade a não ajudar.

Fez-me pensar que tinha chegado o fim, fez-me chorar a sério, fez-me gastar o equivalente a uma mobília de quarto de casal (da Cerne não, mas vá, uma das melhorzitas do IKEA) e fez-me definhar sem vontade de fazer absolutamente nada, enquanto esperava dia após dia que ele tivesse vontade de comer, que voltasse a ter o nariz cor de rosa, que voltasse a olhar para mim com o seu ar esperto.

Arriscámos uma transfusão, "para lhe dar tempo"-  frase que me desfez - "de reagir aos medicamentos", e esperámos. Arriscámos bem, o nível de glóbulos subiu para 18%, ele ganhou forças, voltou para casa a tempo de festejar os anos da Niki, e ficámos à espera de saber quanto tempo tínhamos ganho. Apenas isto, nada mais a esperar.

Mais uns dias, ainda 18%, bom sinal. "Está-se a aguentar bem." - disse o médico. Chamou-lhe "O Resistente". Já o conhece de outras "crises".

Mais outra semana, ontem, o nível a 20%, e o médico sem palavras, tão espantado quanto nós, não nos soube explicar como é possível, mas o facto é que o Lucas não está apenas a aguentar-se, está a recuperar, está a produzir glóbulos vermelhos. Ele não ganhou só tempo, ganhou mais uma vida. E de repente, não sei porquê, tenho vontade de trabalhar, de treinar, de escrever no blog. O Homem-Que-Não-Assina tinha razão, mas que raio, tem sempre...

AH GANDA LUCAS! Não mereces uma mobília de quarto, mereces um IKEA inteiro! Por falar nisso, lembram-se disto?

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Na categoria Whisky

Este ano o "Ervilhas" passou ao lado de todos os aniversários da família, um pouco propositadamente para não saturar o tema, embora com uma discreta celebração no dia do meu, com a publicação da Edição Especial da BD Caseira (o blog é meu e eu faço o que eu quiser!).

Mas hoje não posso deixar passar a grande celebração que acontece lá em casa. Com o Lucas regressado de mais um internamento e em situação estável (já lhe chamam "O Resistente" no veterinário), estamos em condições de celebrar a passagem da Niki à categoria whisky. É isso mesmo, a menina faz hoje 12 anos. Haverá latinha para todos (especial Renal para o Lucas) e até o papão do aspirador será convidado.
O melhor esconderijo: "Mãe, tens uma manchinha de humidade na banheira...mal se nota."
Ao falar nesta novidade, disseram-me esta manhã que só tenho gatos velhos, e o meu humor anda muito sensível neste assunto pelo que resolvi responder a sério: "Eles envelhecem, sabes?". Respondi ainda que quando se decide adoptar um animal tem de se pensar muito bem no que se está a fazer. Quantos anos vai viver o animal, onde vai dormir e comer, onde vamos estar nós daqui a esses anos, estamos dispostos a abdicar de algumas coisas pela companhia dele, somos esse tipo de pessoa? São estas e muitas mais perguntas que têm de ter resposta antes de o levar para casa porque "é tão querido" e "tão pequenino".

Atenção que sou totalmente a favor das adopções não planeadas, aquelas de encontrar na rua e levar para casa em gesto de salvamento, mas lá está, é preciso saber de antemão que somos o tipo especial de pessoa que pode fazer isso.

O dia-a-dia de um idoso felino

Dieta especial e carradas de comprimidos.

Estou a pensar comprar-lhe uma daquelas caixinhas com compartimentos para os medicamentos: segunda, terça, quarta, almoço, jantar, etc...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A preparação é importante

Desta vez trago um conselho para jovens não casadoiros.

Jovens, caso queiram meter conversa com uma miúda motard parada num semáforo, tentem reconhecer a mota primeiro (o modelo costuma vir escrito de lado), ou então nem sequer vão por aí e falem só do tempo...

"Eeeeehhhhh, eu já tive uma dessas, uma CBR600...g'anda máquina!"

Gajo do semáforo, para além do facto de não saberes ler....uma HONDA?????? A Lélé ficou furiosa.

Pensei responder - "Achas mesmo que uma traseira linda como esta é de uma HONDA?" - mas achei melhor não...

A vida no campo...

...é passar uma tarde a descascar amêndoas.


Aquele monte de pêlo amarelo no meu colo chama-se Isidro e mora lá na terra.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

BD Caseira XVIII - The Making Of


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Brrrrr.....

Hoje só vos digo isto: às 07h30 está um frio do caneco para usar as luvas de Verão...


domingo, 4 de setembro de 2011

BD Caseira XVIII - Edição Especial Verão 2011


sábado, 3 de setembro de 2011

Sim querido!


"Põe-me protector nas costas."

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

BD Caseira XVII



quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Micro-sapos

Eu ía hoje publicar uma BD sobre a praia, mas não me parece adequado ao ambiente lá fora....
Sendo assim, faço um post sobre chuva.

Sempre que chove a cântaros ocorre um fenómeno da Natureza na minha terra. Todos os sapos saem das suas tocas (que ficam alagadas, julgo eu) e toca de procurar um sítio melhor e menos "húmido", sítio esse que acham muitas vezes ser o meu quintal.

Nesta altura do ano os ditos sapos são ainda micro-sapos, mas independentemente do tamanho, é comum salvarmos alguns das garras de "Maria, o Terror dos Escaravelhos (ou algo que se pareça com um)". Ontem à noite salvei três, esta manhã salvei mais este.

Nem todos os sapos recorrem ao meu quintal. Há também os que acham que o sítio melhor está do outro lado da estrada e toca de atravessar e parar para ver o mapa no meio, o que tornou célebre a frase "Cuidado com os sapos!" nas viagens que fazemos à chuva.