sexta-feira, 30 de abril de 2010

Espera lá...

Quando pensarem que já viram tudo, vão ao ebay!

Um pendente para cão com a foto do Rod Stewart.
Ora aí está uma combinação de palavras que nunca pensei escrever!

O leilão já acabou, sem licitações (que estranho!), mas quem estiver interessado, aqui está link que leva a itens parecidos: Dog Pendants

Como as pessoas normais

Entrego hoje o 2º dos 2 trabalhos extra que me têm ocupado as noites. Tenho um 3º em espera, mas com um prazo mais flexível que me permite respirar um bocadinho para lhe tomar balanço.
Portanto informei o Homem-Que-Não-Assina que hoje à noite quero sair de casa, ir tomar um café, ir ao cinema, sair, ir à rua, ver pessoas, sítios, enfim, ter uma vida, como as pessoas normais.

E digo já que se for para ir ao cinema não quero ver nenhuma treta em 3D.

(imagem de 9gag.com)

Cansaço

O trabalho é uma coisa que cansa muito.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Faz-me urticária

Estão a ver quando vamos comprar uma prenda a alguém, pagamos e dizemos "é para embrulhar se faz favor" e depois ficamos mais tempo à espera que o embrulho seja feito do que a escolher a prenda, tal é a falta de jeito da funcionária que faz os embrulhos, que só nos apetece arrancar-lhe aquilo das mãos e dizer "Dê cá isso, faço eu!"?

Exacto!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Ideia revolucionária

Ele - Hoje não te levantas?
Eu - Não, hoje vou trabalhar deitada.

Os resultados do BoobQuake

Isto sim, é ser geek:
http://www.blaghag.com/2010/04/and-boobquake-results-are-in.html

terça-feira, 27 de abril de 2010

Disponibilidades

Estou sempre disponível.
À sagrada hora de almoço, interrompem-me com trabalho: "Sim, diga!"
Nos preciosos 3 minutos que tirei para ir beber um café, mais trabalho: "Ok, vou já tratar disso!"
Depois de sair do emprego, a caminho ou já num dos raros treinos que consigo fazer, o telefone toca: "Não incomoda nada!"
Finalmente um fim de semana sem trabalho agendado, mas na sexta - feira surge um biscate para sábado: "Concerteza, lá estaremos!"
Já de fim de semana, a apreciar um pequeno momento junto ao mar após uma manhã de trabalho, mais um cliente em apuros: "Vamos já!"
E assim, como quem não quer a coisa, vão sendo roubados os bocadinhos de tempo que julgo ter garantidos para mim. É assim que aos poucos deixo de ter tempo livre, tempo para tratar do que é meu, enquanto trato do que é dos outros.
Chego a casa, desarrumada, maltratada, esquecida entre o trabalho, os biscates e os potenciais clientes, olho para tudo o que não tenho tempo de arrumar e limpar e penso: "Vale a pena toda esta disponibilidade?"

Sim, acredito que um dia vai compensar. Continuemos então, respirar fundo, uma mão trata da casa, a outra programa no computador, o ombro segura o telefone e a cabeça vai organizando o trabalho, enquanto um pé faz festas num gato.
Afinal trazemos este equipamento todo connosco, para alguma coisa é!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Eu apoio o mamamoto!

Hoje é dia de Mamamoto! Ou BoobQuake, em inglês.

Já há imensas referências a isto por essa net fora, mas a ideia é hoje todas as mulheres vestirem a roupa mais indecente que possuirem, o decote mais vincado, a saia mais curta, a roupa mais apertada, tudo o que possa mostrar o mais possível o corpo. Tudo para quê? Para tentar provar (ou não) a teoria do ayatollah Kazem Sedighi de que a causa dos crescentes desastres naturais que ocorrem pelo mundo fora é a forma como as mulheres se vestem.

A ideia do mamamoto foi lançada por uma estudante de física, afirmando que se esta teoria é de facto verdadeira, "o poder combinado dos nossos corpos será capaz de produzir um terramoto".

Portanto, mulheres leitoras deste blog, toca já a abrir um botãozinho da camisa, a subir a saia acima do joelho, e agarrem-se, que isto vai abanar tudo!

Eu a pensar que era amanhã, deixei escapar a oportunidade de participar, mas ainda vou a tempo, assim que chegar a casa vou já vestir a coisinha mais sexy que encontrar. O Homem-Que-Não-Assina, nada dado a manifestações e "agrupamentos", de certo que fará uma excepção para apoiar esta causa.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Que tal o novo look?

Andei para aqui a mexer e lá consegui por isto mais ao meu gosto!
O que é que acham? Vá, sejam honestos! Que tal o novo look do NãoGostodeErvilhas?
Meninos do Reader, toca a visitar a página e a dizer de vossa justiça.
Pessoal que tinha problemas a ler os posts, agora são letras cinza claro sobre fundo preto, vê-se bem?

Ah, e o fundo "natural" é marca registada...Lucas Marx! Sim, o meu gato tem um apelido comunista!

Odeio despedidas

Tenho a sina de não conseguir manter os amigos por perto.
Há muito tempo que é assim, sempre que faço uma grande amizade, não tarda muito para que a pessoa em questão viaje para longe, arranje emprego melhor noutro país ou simplesmente parta à aventura.
A tristeza que me enche no dia da partida é tão grande que quase me dá vontade de não fazer amigos.

Hoje despedi-me de mais um. Alguém com quem lidei diariamente durante 2 anos e que me ajudou imenso em diversas situações. O dia-a-dia e o partilhar de "apertos" profissionais tornou-nos amigos. As despedidas são uma coisa estúpida, que nos faz ficar sentimentais, as promessas de contactos futuros, os desejos de boa sorte, o encolher de ombros de "é mudar para melhor", os olhos baixos para evitar as emoções.

Posso abordar isto de várias formas, posso pensar que estou destinada a ter amigos ao longe, que não mereço ter a companhia dos que mais gosto diariamente, que sou tão ruim que  as pessoas fogem de mim! Mas também posso pensar que dou sorte a quem me acompanha para encontrar melhores condições noutros sítios, ou mesmo que a minha companhia e entusiasmo inspira quem me conhece para evoluir, procurar novas vidas.

Não sou convencida, sou optimista, e gosto de pensar na segunda hipótese.

Boa sorte M, e beijinhos ao S. Martinho. Perdão...Rafaela!

I like the Cha-Cha



É sexta-feira! A semana foi longa e dura e para alguns ainda não termina hoje.
Merecemos todos uma pausa, para respirar, descansar, descontrair...
Toca a subir o som desses PC's e quem não se rir a ver isto, francamente, precisa de férias!

(se não for possível ver aqui, é só clicar no link "Ver no Youtube")

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Lá se vai a simpatia

Hoje o meu chefe proibiu-me de usar a expressão "se possível".
Pronto, então está bem! A partir de agora é à bruta, é como eu digo e acabou!


(imagem de www.examiner.com)

terça-feira, 20 de abril de 2010

Enterrada em trabalho

Trocas e Baldrocas

No meu habitual zapping matinal a caminho do trabalho vejam lá o que me saiu numa rádio local:



(Só encontrei em formato vídeo, vá-se lá saber porque é que o GrooveShark não tem isto!)

Acho que conduzir nas curvas de Mafra a cantar isto deve ser considerado contra-ordenação grave, muito grave...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Portugália

Qualquer bom português (excepto os que têm a mania que são herbívoros, perdão, vegetarianos) é fã dos bifes da Portugália, acompanhados de batata frita e da molhanga com o mesmo nome.

A chatice é que a tradição já não é o que era. Aquele sabor característico e a espessura do molho têm-se perdido com o passar das gerações. Lá calha uma ou outra vez em que se encontra uma versão mais apurada, mas na maior parte das vezes saio com aquela sensação de "soube-me a pouco".

Atribuo a culpa ao século XXI, ao correr cada vez mais rápido dos dias em que já não sobra tempo para passar o "segredo" do molho, às manias das inspecções alimentares que obrigam a que se lave a frigideira com mais frequência, perdendo-se aquela "mística" que fazia toda a diferença, ao alarido de que estamos em crise provocando uma poupança histérica nos temperos, até no sal!

Não sei o que se passa na Portugália, só sei que continuam a pedir uma média de 10€ por algo que faço muito melhor na minha humilde cozinha.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

'Tás a fazereee? I

Isto sou eu a tentar tirar fotos para pôr no ebay...

Tinha tantas mais de outras ocasiões, mas costumo apagá-las. Acho que vou começar a coleccionar...

iCat

Novas funções para o iPad:


E há mais, basta procurar no Youtube por "iPad Cat".
Os meus fazem isto na televisão, a tentar apanhar as letras que passam em rodapé no telejornal...até espreitam por detrás, a ver onde foram as letras!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Cheia de Moleza

Hoje estou assim. A arrastar-me a todo o custo por entre as tarefas do dia, distraindo-me facilmente com qualquer assunto mais leve.
Não sei se é do tempo, se é de passar dias e noites a trabalhar, se é de não ter dormido até tarde no fim de semana.
Só sei que não me apetece fazer nada, a não ser dormir.

Porque, vá-se lá saber porquê, este tipo de atitudes não costuma ter muito sucesso junto das entidades patronais, lembrei-me disto:

Acham que resulta?


terça-feira, 13 de abril de 2010

Dia Mundial do Beijo

Informou-me o Homem-Que-Não-Assina que hoje é Dia Mundial do Beijo.
Portanto, minha gente, toca a distribuir beijos como se não houvesse amanhã e para todos vós que me visitam, aqui fica:



E para quem tem ligações lentas: http://listen.grooveshark.com/#/s/Simarik/2xBfPe

O que também dá muito jeito ter é a letra: http://www.lyricsdownload.com/tarkan-simarik-lyrics.html

sábado, 10 de abril de 2010

Sweet Sixteen

Os "doces 16" chegam hoje.
A partir de hoje o Lucas já pode conduzir motociclos e quadriciclos de pequena cilindrada, resumindo, Zundap's, APE's 50 e aqueles carrinhos da AIXAM, vulgos Mata-Velhos.
Parece-me a mim que ele não quer conduzir nada disso, para dizer a verdade a única coisa que ele quer é comer e dormir, por esta ordem de preferência.
Sempre foi muito senhor do seu nariz, mas parece já ter compreendido que a idade lhe dá uma certa protecção no que toca às regras da casa, comporta-se como se estivesse acima de tudo isso e talvez por esta razão (ou simples envelhecer) os disparates repetem-se a um ritmo que desafia a paciência do dono mais fiel. Mas há 16 anos atrás fizémos um pacto de amizade, por isso cá estou, a dar a assistência possível.

Está cada vez mais carente, mais sedento de atenção e noto agora actos de vingança quando algo não está ao seu gosto.

A idade também lhe aguçou o gosto pelas artes, por isso presenteia-nos com concertos guturais infindáveis no canto das escadas, que ecoam pela casa toda, sempre a horas impróprias.

No meio dos disparates, alguns de levar as mãos à cabeça, nunca me esqueço de todos os dias lhe pegar daquela maneira que ele gosta, para se esticar todo e espreguiçar-se ao comprido.

Parabéns Lucas! 16 não é para todos!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

A má disposição do dia seguinte

Já se sabe como funciona. Em todas as relações acontece.
Há um que ama, outro que é amado, um que vibra com a relação, o outro que faz o melhor que pode, um que dá todo o seu ser para estar presente nas alturas importantes e o outro que tem a sua própria agenda.
Depois há as tardes e as noites passadas em conjunto, para grande emoção e nervosismo do amante, que aguarda com entusiamo o retribuir da sua dedicação pelo amado.
Mas nem sempre é assim, o amado nem sempre corresponde à altura das espectactivas e o amante amarga, murcha, definha.
Os mais apaixonados chegam a revoltar-se contra a sociedade no dia seguinte, mostrando a tudo e todos o que sentem. Mas mesmo os que o tentam esconder com a ausência de palavras, denunciam a sua tristeza com gestos e atitudes mais amargas.

É assim que hoje, ao percorrer o meu local de trabalho, sei perfeitamente quem é do Benfica...
Para quando uma pílula do dia seguinte, para os fanáticos da bola?

http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1431395

(imagem: www.abola.pt)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Hoje sinto-me assim

Depois de horas e horas a fio enfiada a estudar protocolos para fazer 2 instrumentos comunicarem entre si, finalmente consegui.
Hehe! Sou muita esperta! :p

A cobardia é uma coisa muito feia

Como é que eu hei-de dizer ao Homem-Que-Não-Assina que quase não me vai ver no fim de semana, porque vou trabalhar sábado de manhã até ao início da tarde, sábado à noite também e no domingo tenho uma prova o dia todo?

Já sei! Escrevo no blog!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Podia ser pior

Os amigos nem sempre são importantes só pela sua presença. Muitas vezes estão presentes sem estar. Os meus trago-os sempre comigo e recorro a eles conforme preciso. Mesmo que não lhes ligue durante meses.
Esta semana em especial tenho pensado muito num determinado amigo, muito importante, que não vejo há demasiado tempo, mas voltou há dias de muito longe e ainda nem olá lhe disse.

Não é má vontade nem preguiça, é simplesmente falta de tempo, pura, daquela que leva ao desespero e que me faz ter de apertar todos os músculos com muita força para não gritar.
Sim, são só 5 minutos para dizer "olá, estás bem", mas têm de ser 5 minutos em que esteja bem disposta, calma e descontraída, ninguém tem culpa de a minha semana estar a ser uma treta.
E estar bem disposta está a ser uma tarefa difícil, entre o trabalho normal, os trabalhos extra, o apoio também extra à família com os seus próprios problemas, as tentativas de treino para uma prova no domingo, as complicações que teimam em aparecer todas ao mesmo tempo e sempre nas alturas mais apertadas e todas as outras tarefas do costume.

Tenho pensado neste amigo pela sua filosofia "Podia ser pior", é o que ele me responde sempre quando me queixo disto e daquilo. Esta semana tenho-me agarrado a essas palavras. De facto podia ser pior, podia não ter trabalho, nem família, podia até nem querer fazer desporto, isso sim, seria muito mau!

Sim, bem sei que em vez de estar a escrever isto podia pegar no telefone e ligar-lhe mas para além de ele ser leitor assíduo deste meu estaminé, sei que ele compreende bem como é estar a transbordar de ideias, pensamentos, raivas e desesperos e como sabe bem simplesmente despejar tudo no papel, no teclado ou mesmo num post-it. Eu despejei aqui. Obrigado F.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Páscoa nos Açores - O teaser

Basicamente foi isto: mar, montes e vacas.
Em breve a reportagem fotográfica.

O mau feitio das férias

Ultimo dia de trabalho (muito e daquele que corre sempre mal) antes das mini-férias, são 19h00, estou em casa, sentada em frente ao computador, a compor um texto para uma proposta da empresa do HQNA, tarefa que muito me agrada na maior parte das vezes, mas devido ao dia da treta que tive e ao imenso trabalho próprio que ainda tenho por fazer estou com má cara:

Eu - "Vimos por este meio apresentar...blá blá blá...."
HQNA - Vá, alegra-te! Estás de férias!
Eu - DE FÉRIAS?!?!?!?! Estás-me a ver de papo para o ar com um cocktail na mão? Estás? Hã? De férias....que lata @*%+#§£....(resmungar baixinho)
HQNA - (risos)

segunda-feira, 5 de abril de 2010

A experiência do açúcar

De entre os meus muitos vícios, um deles é o açúcar.
Lá vou apertando o pacote de açúcar enquanto o deito no café, com a intenção de deitar só metade mas acabo sempre por deixar apenas um quarto ou um terço no pacote.
Decidida a averiguar afinal quanto açúcar estava a "poupar", resolvi fazer uma experiência científica. Durante 10 dias guardei todo o açúcar que não deitei em cafés, meias de leite, galões, etc., e o resultado está aqui:
Meia chávena de açúcar! É uma chávena e meia num mês!

Acho que consigo chegar a uma chávena inteira em 10 dias, sem muito esforço, basta deitar mesmo só metade.