quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Repost Agri-Doce

Uma pessoa gosta de escrever e depois dá nisto, ontem era para escrever um post agri-doce sobre um assunto mas quando comecei a escrever saiu-me uma coisa profunda sobre a aprendizagem da vida. Pelo menos eu achei que era profundo...
Que mania a minha de escrever primeiro o título e depois o texto.
Bom, hoje, para armar ao pingarelho e dizer que sou muita boa nisto da literatura, já escrevi o título e vou escrever sobre o mesmo assunto, mas a bater certo com aquilo lá em cima. É todo um espectáculo de variedades este blog!

A ideia de ontem era falar de como pode ser cómica uma conversa sobre a morte, em especial quando esta se repete de 15 em 15 dias e nestas circunstâncias:

Vet - "Então como vai o Lucas?"
Eu - "Vai muito bem, cheio de apetite, muito chato de volta de nós, muito activo!"

O veterinário olha para mim, com um ar incrédulo, como se eu estivesse a mentir ou a exagerar, e eu ía jurar que ele pensa "Coitadinha, ainda não caiu em si. Está em negação." e dou graças por ter levado o Homem-Que-Não-Assina comigo para que haja mais alguém naquela sala a dizer o mesmo, para provar que eu não estou maluca. Invariavelmente, depois do meu discurso, o veterinário olha para o HQNA em busca de palavras mais sensatas.

HQNA - Sim, é verdade. Sobe para cima do balcão, anda debaixo dos nossos pés, até lhe pusemos um guizo...
Vet sorri confuso - "Esse gato vai mesmo contra as leis da medicina, vamos lá ver como estão as análises."

Aguardamos então os 10 minutos do costume pelas análises enquanto comentamos entre nós que o veterinário parece esperar sempre notícias piores.
Ele volta à sala com ar triste e anuncia "Os valores baixaram mais um bocadinho" (ou a variante "Os valores estão iguais") e em seguida relembra-nos que já passou há muito o limite dos valores normais e que com estes valores seria de esperar que ele já tivesse partido, iniciando então a conversa de quem prepara os donos para o pior.

Vet - ... continuar com a medicação e com o soro todos os dias, para lhe dar algum conforto, e...é aproveitar cada dia. Ele está a esgotar as reservas que ainda tem...e tudo isto não é muito bom para a qualidade de vida dele.

E aí eu deito por terra o argumento com um:

Eu - Ele não se importa! Àquela hora já sabe para o que vem, mas vem para o colo sozinho e durante os 10 minutos do soro até dorme.

Mais um olhar incrédulo do veterinário e mais um olhar para o Homem-Que-Não-Assina, que confirma.
A ironia aqui (e onde está o agri-doce da coisa - AHA! Viram?) é que temos uma "aula" de preparação para a partida do Lucas de 15 em 15 dias, mas os 14 dias de intervalo mostram-nos o contrário. Todos os dias nos surpreende com um dos seus actos de espertice aguda, com a sua teimosia, com a soberania sobre os outros 2 lá de casa, com tudo o que faz dele o gato especial que é.
Apesar de vermos que não consegue engordar, que os valores das análises são mesmo muito maus e a piorar, de ouvirmos o especialista a dizer que tudo indica o pior cenário a curto prazo, com termos como "fase terminal", "degenerativo" e "esgotar reservas", o que vemos todos os dias é um bicho feliz. E isso é que interessa!



A despedida é no mesmo tom:
Eu - Então até daqui a 15 dias.
Vet - Sim, se não acontecer algo entretanto.

Saimos do consultório com um misto de emoções. Tristeza por nos serem relembradas aquelas palavras pesadas, e uma pontinha de orgulho por termos surpreendido o veterinário mais uma vez com boas notícias. A conversa depois da consulta acaba sempre em risota, chegamos a duvidar se a máquina das análises não estará avariada e falamos com o Lucas como se fosse um super-herói. Um super-herói velhinho, que merece todo o carinho do mundo por todas as boas acções que praticou.

A propósito disso, está quase na altura de vestir a capa...

4 comentários:

Afonso Loureiro disse...

O veterinário confessou-me que já lhe mudou o nome na ficha para "Sorte Grande"... e que, no fundo, está a torcer para que dure mais uns aninhos.

Pirralha disse...

Nesse aspecto, por acaso, são decentes o suficiente para não cobrar consulta nos acompanhamentos. Já há vários meses que só pago as análises e os consumíveis.

al disse...

Não o nome dele agora é SUPER LUCAS!

al disse...

pois pois a capa e a das manguinhas sff, ass: lucas