quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Abaixo a tijoleira molhada

Fez há pouco tempo um ano que rachei um cotovelo a subir a escada da minha casa e fiquei um mês de castigo com o dito cotovelo em repouso absoluto.
Como o tiro não me tem corrido pelo melhor, achei por bem arranjar outra lesão para ter uma desculpa ("ah e tal dói-me aqui e não posso atirar") e então ontem à noite tentei criar um acidente no quintal.
Eu tinha tudo, o chão molhado, a chinelinha lisa, a porta onde bater com o braço, mas mais uma vez se confirma, ando com falta de pontaria, só me consegui aleijar no dedo mindinho da mão direita, dedo esse que não uso em absolutamente nada! E como podem ver pela unha, nem para sacar cera dos ouvidos serve!

Tenho parte da unha roxa (na foto não se vê bem) e dói-me como se não houvesse amanhã. Estou a teclar à tia, com o dedinho esticado, sou tão fina!

domingo, 27 de setembro de 2009

Reumático

Eu bem sei que um bicho não dura para sempre, bem sei que tenho de me habituar à ideia de que o Lucas está velhote e até sei que muita sorte tenho eu de já o ter há tanto tempo. Mas há certas realidades que não me apetece aceitar.
O bico-de-papagaio persegue-o, deixando-o coxo com intervalos semanais. A solução é tomar anti-inflamatórios e esperar que passe, ou então submeter-se a uma operação de 700€.
Sim, optei pela primeira opção, por várias razões, mas tive de aceitar o facto de que entrámos já na fase de tomar comprimidos regularmente.
Cada vez que o vejo a coxear de novo fico com o coração apertadinho, do tamanho de uma noz.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Música de elevador

Tenho como missão compilar um mega-dvd de música, para tocar ininterruptamente como som ambiente no espaço de refeitório da empresa.
O cd de teste foi do António Carlos Jobim. Logo houve queixas de que a música era chata, dava sono ou mesmo que era demasiado erudita. Outros acharam apropriada, mas que seria melhor só instrumental. Outros ainda acharam genial e perguntaram se não seria possível pôr também Daniela Mercury...
Posto isto, apetece-me fazer um dvd com um pouco de tudo, para agradar a todos!
Jazz, Soul, Blues, Samba, Kizomba, e até Vivaldi e as suas 4 estações (ainda ninguém se cansou de ouvir isso nos atendedores de chamadas, pois não?). Já que vou nesta onda, não me posso esquecer do Kenny G., tão famoso em elevadores e gabinetes de osteopatas.
E porque não um pouco de AC-DC, Led Zeppelin ou mesmo Marylin Manson ou Rammstein?

Seja como for, a primeira faixa já escolhi: (só a encontrei no Youtube e este clip é muito parvo)

This is it!

Mais um bocadinho e faziam o filme mais depressa que o funeral do homem!


Estreia a 28 de Outubro. Até lá...let's look at a trailer!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Resoluções de Outono

Em todas as passagens de ano tiramos conclusões sobre o ano que passou e fazemos uma lista de objectivos / directivas que devem reger o ano a seguir.
Não me venham cá dizer que não fazem isto, nem que seja inconscientemente fazem pelo menos uma resolução naqueles dias que antecedem a grande noite ou logo nos primeiros dias de Janeiro, tooooda a gente pensa nisso!
Invariavelmente, ao longo do ano, esses objectivos acabam por se diluir na rotina, sendo esquecidos e muitas vezes deixam mesmo de fazer sentido no meio da azáfama de sobreviver ao dia-a-dia.
Como de costume, nesta altura do ano já não faço ideia de quais foram as minhas resoluções para 2009. Mas sendo hoje o primeiro dia de Outono, achei por bem reformular as ideias que me perseguem ultimamente como Resoluções de Outono.
Não as vou partilhar convosco (senão ainda alguém aproveita para discutir política nos comentários), mas digamos que todas elas rodam em torno de uma ideia comum, a Auto-Confiança! Como são "de Outono" e não de um ano inteiro, só tenho de arranjar maneira de as cumprir até ao Natal.

Proposta Indecente

"Próximo sábado....eu....tu...e um Poliban!"
Foi o que eu disse ontem a esta menina:
Como dar banho a uma ninja que não se deixa nem tocar? É simples! Fechamo-nos num poliban com ela e abrimos a água!
Se eu não der notícias para a semana, procurem-me nos cuidados intensivos de um hospital qualquer...

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Kimchi e ceninhas

Perguntam-me por aí, principalmente as "gaijas", o que raio fiz na Coreia para ter emagrecido. Bom, imaginem lá ir ao restaurante japonês durante 15 dias seguidos, ao almoço e ao jantar!
Mas para além disso há uma outra resposta muito fácil: Kimchi!
E o que é kimchi, perguntam vocês? Eh pá, é uma "ceninha" que aquela gente mete em tudo o que seja comestível, o que a torna imediatamente "incomestível" tal é o poder picante da coisa!

E o que é uma "ceninha"? Eh pá, depende...
Ó Nônô! Não queres explicar tu?

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Se não fosse a Lucy....

Ao passear no Facebook deparei-me com mais uma aplicação espectacular: "Os conselhos da Lucy".
O exemplo que vi no perfil de uma amiga era um conselho sobre como limpar os terminais de uma bateria com bicarbonato de sódio e vaselina. Fiquei fascinada com a cultura geral da Lucy e decidi pedir um conselho aleatório para mim, eis o resultado:

Abrir a pestana

Domingo, acordar às 05h00, sair do quarto e apenas um gato se dignou a vir esperar à porta, o mais novo. Ele olha com os olhos franzidos de sono, como quem diz: "Olha lá! Tu enganaste-te pá! Isto são horas?".

Descer as escadas, tropeçar em mais 2 gatos que esperam lá em baixo, tentar dar de comer a todos e seguir para a cozinha. Passear os cães, entrar no carro, sair do carro porque falta o telemóvel, entrar no carro, sair do carro porque falta a chave do mesmo, entrar no carro, se ainda falta alguma coisa que se lixe e conduzir em modo automático até ao Estádio de Alvalade, sem música nem nada, que o modo automático não se lembra de ligar o rádio.

O ambiente é o do costume, caras ensonadas, piadas fracas sobre levantar cedo, vamos mas é entrar que queremos todos ir a dormir até ao Algarve. Entramos, começamos a procurar uma posição confortável, isto é que vai ser uma soneca....alguém liga o rádio, ora aí está a banda sonora ideal para uma madrugada de domingo:



Começamos todos a dançar e aos saltos, já ninguém dorme!

sábado, 19 de setembro de 2009

O debate

Vejo-me na obrigação de deixar uma palavra a todos os que deixaram comentário no célebre post "Então essas férias".
Vai um verdadeiro espectáculo de luz e cor nos comentários. A contagem vai em 22 comentários, e todos de extensão considerável. Desde já muito obrigado pela atenção a que submeteram o meu blog, as visitas aumentaram exponencialmente e este é de facto um record.
Estou também bastante satisfeita pelo facto de finalmente haver algum tipo de diálogo, não exactamente construtivo, mas pronto, é diálogo e isso é sempre bom. É bom porque serve nem que seja para se saber as opiniões das pessoas, que aparentemente preferem guardá-las para si e apenas as partilham anonimamente. Só e apenas por esta razão é que permiti certos comentários, porque acho que deve haver liberdade de expressão.
Mas lamento imenso que o tenham feito aqui, neste blog, neste post, que visava apenas mostrar o lado humano e frágil de quem se sujeita a esta vida de atleta. O post nada tinha de político, nada tinha de ofensas nem acusações a ninguém, era apenas um desabafo sobre a injustiça de chamarem férias ao culminar de um trabalho tão longo.
Este é um blog pessoal, onde escrevo sobre o que me dá na gana, sem qualquer intenção política ou partidária e tenho pena, muita pena, que com tanto post que já escrevi, inclusivé sobre a paixão por este desporto, nunca tenha havido comentários sobre isso mesmo, apenas e só o gosto pela modalidade! Há locais bem mais apropriados para o tipo de debate que vai ali em baixo...

(neste post não serão permitidos comentários sobre política, foi aberta a excepção apenas no post das "férias", a emissão do NãoGostodeErvilhas prossegue agora com a programação normal)

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Os frescos

Sabem o que sabe mesmo mesmo bem? É viajar para o outro lado do mundo durante 15 dias e quando voltamos ter a casa pintada de fresco.
Ora aí está a explicação para a ogiva que encontrei no frigorífico. O plano não era um "Festival da Cerveja", era sim uma "Paint-Party". Cada participante recebe à entrada uma lata de tinta, um pincel e uma cerveja. Depois é usar a gosto!

Quem também gostou muito das pinturas foram os meus queridos gatinhos, que ao sentir o cheirinho a tinta acharam por bem remarcar de novo toda a casa..."Mas o que é isto? Então chegam aqui meia dúzia de marmanjos e põem um cheiro novo na casa, sem a nossa aprovação? Isséquérabom!"

Num misto de tinta, mijo de gato e ambientadores em barda, nem sei a que cheira a minha casa agora....acho que lhe vou chamar "Aroma de estás mesmo a pedir uma limpeza radical!"

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O homem que me faz feliz às segundas-feiras

Ora aí está a sexta série do House, a começar já na próxima segunda-feira, dia 21 de Setembro.

Nas paredes de Alvalade

Mesmo à saída do elevador!

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

F***ville

Mas que raio é que deu a esta gente toda?
Vão mas é lá para fora, está um dia tão lindo! Agora cá encafuados na net a criar porcos e nespereiras virtuais, mas 'tá tudo doido?
Estou a falar dessa fantástica aplicação Farmville do Facebook. Sim, é claro que experimentei, sou curiosa, mas assim que percebi que aquilo era só mais um sugador de tempo, desisti logo e pensei ingenuamente que a mania iria passar.
Mas qual não é o meu espanto quando começo a receber cada vez mais convites para acolher vacas perdidas, fazer vizinhos e plantar figueiras! De dia para dia, os fãs desta treta aumentam e já não se ficam por aí, já há de tudo no mundo virtual, aquários onde os peixes não morrem, gangs onde se tenta ser o pior bandido, bares onde se oferecem rodadas aos amigos, tudo o que é necessário para ter uma segunda vida, igualzinha à que se podia ter cá fora mas que não podem ter porque gastam o tempo todo a mandar bananeiras e ovelhas aos vizinhos, para ganhar créditos para comprar um flamingo insuflável ou um anãozinho de louça para enfeitar a quinta!

Desculpem lá o mau feitio, mas sabem o que vos digo a todos? GET A LIFE! Mas uma a sério, que as virtuais são uma seca. Quando dão problemas é só reiniciar! Assim também eu!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Descomplicar

Nós humanos, temos uma tendência danada para complicar as situações, em especial as que se baseiam nos sentimentos mais simples e básicos, exactamente porque nos parecem demasiado fáceis. Temos a mania que somos seres complexos, que todas as decisões são de vida ou morte, que todo o mundo está nas nossas mãos.
Por isso, quando nos aparece um pequeno dilema sobre as coisas simples da vida, vamos buscar todos os argumentos, assuntos e questões que possam estar relacionados e isto para quê? Apenas para complicar, faz-nos sentir importantes!
Introduzimos tantas variáveis na questão que se torna de facto complicada de resolver, quando o mais lógico seria exactamente o contrário, eliminar todos os factores supérfluos e decidir sobre o essencial.
E já estão vocês a pensar: "Mas de que raio estás a falar, miúda?"
De coisas que me vão cá dentro...

Então essas férias?

Aviso já que este não é um post simpático. É algo que me vai aqui dentro já há umas semanas, antes mesmo de ir de "férias" para a Coreia!
Dedicado a todos aqueles que já se referiram à nossa participação na Coreia como "férias", aqui fica a minha opinião, que penso ser a mesma de todos os atletas que lá estiveram.
Vocês acham sinceramente que todos nós gastámos todos os minutinhos disponíveis das nossas vidas nos passados meses, sacrificando amigos, família e outras actividades, até o trabalho, a treinar para quê? Se fossemos de férias, não era preciso treinar, bastava atirar por aí umas flechas, pagar 3000€ e pimba, 15 dias em Ulsan-Coreia, a curtir! Mas para gastar isso, sinceramente preferia ir com quem eu escolhesse e para uma cidade mais interessante.
Alguém, para além de quem já o fez, faz sequer ideia do que custa treinar um dia inteiro? Ou sair do trabalho completamente de rastos, a só apetecer ir para casa, mas ir pegar no arco e fazer as 200 flechas que estão no plano, porque a consciência assim manda? Porque queremos dar o nosso melhor quando estivermos entre os melhores?
Mesmo depois de acabar a nossa prestação, naqueles dias que nos restam, acham mesmo que estamos de férias? Com horários e transportes super-limitados, que basicamente só nos permitem ir ver as finais, aproveitamos o tempo que nos resta para aprender qualquer coisa com quem sabe, mas no íntimo todos nós já só pensamos em voltar para casa, queremos vir treinar, mais, melhor, porque na verdade não queremos este tempo livre, queremos ser nós a estar lá em baixo, nas finais.

É óbvio que todas as fotos são de grande farra, há que aproveitar todos os momentos, esquecer que estamos longe, concentrar as forças em estar bem disposto e confiante. Mas isso não quer dizer FÉRIAS!
Ninguém tirou fotos às pessoas que falavam com a família na net ou ao telefone com lágrimas nos olhos, ninguém tirou fotos aos que ficavam a olhar para o horizonte com olhar perdido, ninguem tirou fotos a quem chorou de frustração por não atingir os objectivos ou por não conseguir concentrar-se no meio dos nervos, porque esses momentos não se partilham com o público, só com quem se interessa.

Melhor ainda que tudo isto, é quem não se contenta em dizer que fomos de férias e ainda acrescenta: "não foram lá fazer nada!". Já alguém parou para pensar, ou até para nos perguntar o que nos faltou, o que podia ter sido melhor, o que sentimos? A mim não!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O slogan do mês

A caminho do trabalho passo normalmente à porta de 2 móteis. Já vi folhetos e anúncios destes estabelecimentos, mas hoje algo me saltou à vista.
Reparei que à porta de um dos móteis está instalado um daqueles ecrãs de mensagens deslizantes de led's, com letras vermelhas, onde só cabem 5 caracteres e passam frases de reclame ao local.
Não parei para ler o texto todo, só apanhei a seguinte frase:
"Amar faz bem à saúde, venha amar aqui!"

Uma desgraça nunca vem só

Como o desaparecimento da Godzilla não era suficiente, durante a minha ausência aconteceu um verdadeiro "peixicídio" no aquário grande, ficou apenas um limpa-vidros, que por sinal é só o peixe que eu mais odiava daqueles todos. É meio caminho andado para me desfazer do aquário, para o qual não tenho tempo nem para olhar, quanto mais para tratar. Sem tartaruga, sem peixes, até poupo na factura da EDP! Eu sei, é uma visão muito fria, mas ando a precisar de simplificar.

Ansioso por atenção, o Lucas decidiu então ficar doente, o tal bico de papagaio inflamou a ponto de lhe paralisar toda a parte traseira. O Homem-que-não-assina encarregou-se do tratamento, era isso ou arranjar um gato exactamente igual para que eu não desse pela diferença quando chegasse. Escolheu bem!

Se calhar foi atacar o Japão

Um dia antes de eu partir de viagem, aconteceu uma desgraça. A minha querida Godzilla, ao ver o seu complexo terrário-tanque praticamente terminado (só faltava a vedação), decidiu fugir de casa e desapareceu para sempre.
Após muitas horas de busca, afastei da ideia todas as teorias macabras acerca do seu desaparecimento (comida pelos cães, levada por uma águia, atropelada na estrada ao cimo da rua, fugiu para Las Vegas para casar, ...) e quero sinceramente acreditar que foi pela rua abaixo e mora agora feliz e contente no riacho lá em baixo.
Ficam as saudades de um bicho de sangue frio, que não quer saber de mim nem do trabalhão que tivémos a impermeabilizar o tanque e a certeza de que tão cedo não haverá mais répteis ingratos a morar no meu quintal.

domingo, 13 de setembro de 2009

A actualização devida

A esta hora já os leitores do NãoGostodeErvilhas perderam a esperança de voltar a ler disparates aqui no estaminé: "Pronto, deve ter aberto um blog em coreano e desistiu deste!", "Deve ter casado com um coreano magnata do petróleo e ficou por lá!", "Decidiu finalmente dedicar-se a tempo inteiro ao Tiro com Arco e já não tem tempo para disparates!", etc.
Não, nada disso, queridos leitores, tenho é tanta coisa para vos contar que nem sei por onde começar. Desde historietas da viagem, até à explicação que todos esperam acerca da minha prestação desportiva, há muito que dizer, mas para já fiquem-se com a primeira coisa que fiz quando cheguei a Portugal: uma torrada e um galão com vista para o mar!

Viajar é das melhores coisas mas Portugal é tão lindo!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

A festa da década

A Nikita, a minha ninja, faz hoje 10 anos.
Um década a viver com pessoas e ainda foge se nos mexemos depressa demais.
Hoje certamente há festa lá em casa, sozinha com o Papão do Aspirador durante estas 2 semanas, deve andar muito contente...
Se calhar até me engano e quando chegar são os dois muito amigos, companheiros inseparáveis de limpezas ao sábado de manhã. Nada como um tratamento de choque!