sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Cena triste

Aviso desde já que este é um post triste. Não vos vou contar nenhuma história comovente, nem vão ficar deprimidos depois de o ler.
É triste no sentido do ridículo, pela forma como 99% dos leitores vão ficar a pensar: "Não acredito que ela fez isto! Passou-se!". Mas é exactamente isso que quero mostrar aqui, as cenas tristes por que temos de passar às vezes, neste preciso caso, quando se tem um cão hiper-activo como o meu.

Como devem perceber, um cão destes com um colar isabelino é um desastre ambulante. Não tem qualquer noção de espaço e com o poder físico que tem, passa nos mesmos sítios onde passaria sem o colar, sem abrandar ou recuar. Resultado: em 3 tempos o colar está destruído, assim como tudo o que o rodeia, incluindo as nossas pernas. Já desencaixou uma peça no carro do Homem-Que-Não-Assina e já partiu uma peça no meu...entretanto o colar vai perdendo em plástico e ganhando em fita-cola.

Não fosse isto suficiente, o menino tem muito tempo livre para descobrir como chegar ao penso, mesmo com o colar posto. Resultado: desde sábado já vai no 4º penso, apesar dos nossos reforços com meias, sacos e mais uma vez, a boa da fita-cola.

Tudo isto resulta então na derradeira cena triste, que acontece após chegar a casa e encontrar mais uma vez o penso comido, mais um bocado do colar destruído e pensar: "Ainda faltam 5 dias disto!" (isto se ele não conseguir arrancar os agrafes...)
Foi este pensamento que me assolou ontem, ao pagar mais um penso no veterinário, onde já me vêem entrar e perguntam :"Então ele comeu o penso outra vez?"

Por isso, ao chegar a casa, envolvi o novo penso com 2 meias, 2 sacos de plástico, muita fita-cola e, la piece de resistance, uma garrafa de água. Para além de todo este aparato, resolvi reforçar o colar (que já é o 2º desde sábado) e fiz-lhe uma extensão, com umas caixas de gelado recortadas. Quando o Homem-Que-Não-Assina me voltar a chatear que eu guardo tudo, mostro-lhe esta obra de arte. Chama-se reciclagem!

A cena triste é portanto esta:
Um cão mascarado de EcoPonto! E ainda faltam 4 dias! A correr bem....

--------------------------------

Já agora fica a informação para quem deu a ideia do açaime, que já pensámos nisso e está na lista de compras do fim de semana.

2 comentários:

Afonso Loureiro disse...

Já que vais ter um fim-de-semana prolongado pela frente podias meter mãos à obra e transformar o funil e a perna de pau do cão numa máscara de carnaval. E que tal disfarçado de Darth Vader?

APC disse...

Fazia que tempos que um post não me arrancava uma gargalhada totalmente incontida. "Um cão mascarado de EcoPonto", tá demais!
Fico a gabar-te o jeito, crê-me...