segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Nero, o rejeitado famoso

Cão de porte considerável e de espírito livre, difícil de compreender pelos comuns mortais que não percebem os cães, Nero é um animal simpático, que cativa qualquer pessoa que se disponha a passar algum tempo com ele.

Mas para a maioria das pessoas, sem paciência para dispensar um pouco de tempo a compreende-lo (ou a qualquer outro cão), é apenas um monstro salivante hiper-activo, o que torna difícil a tarefa de o deixar com alguém durante as férias. E aqui é que está a ironia, pois exactamente por ser sempre um rejeitado acaba por ser o sortudo que vai com os donos a todo o lado enquanto a Maria fica em casa, de alguém, mas continua a ser uma casa!

Lá calha de vez em quando uma viagem onde nem o Nero pode ir e nesses casos, mais uma vez em vantagem sobre a Maria, fica no "hotel". Aí, tem um quarto só para ele, espaço para a brincadeira e cães com quem "conversar" o dia inteiro. Tornou-se um cliente habitual e quando telefono a marcar mais uma estadia, assim que digo o nome do cão tenho imediatamente uma reacção entusiástica e sorridente do outro lado: "Ah é o Nero? Sim, sim, já sei qual é!"

É bom saber que há mais alguém que o compreende. Nem todos os cães são iguais, e sinceramente admiro o meu, que não hesita em mostrar todos os dias que é feliz só porque sim, só porque está vivo, só porque tem amigos. E não chega?

1 comentário:

al disse...

o nome é: O Rejeitado FELIZ!