quinta-feira, 29 de julho de 2010

A diferença de quem vê

Faço parte do grupo de pessoas que acham que os bebés com poucos meses de idade são todos iguais.
Concordo que para as mamãs, papás, avós e por aí fora, serão os mais lindos do mundo, mas digam-me sinceramente, se vissem um bebé sozinho, sem saber parentescos, será que diriam de imediato "Ai, tão parecido com o vizinho do 5º Esquerdo, é o filho dele concerteza!" ? Não me parece...

A diferença está de facto em quem vê e existem imensas formas de olhar para estes pequenos seres. Há quem veja neles uma forma de arte, como a Anne Geddes, cujo trabalho admiro bastante.

Nas habituais visitas aleatórias a blogs que faço nos tempos livres, descobri uma outra artista, que na verdade é uma copywriter, recente mãe, que descobriu uma forma de imortalizar os primeiros meses da filha. Adele Enersen aproveita as posições de dormir da pequena e cria cenários em volta disso. O meu preferido é o UP.

Fiquei fã do blog, e acho que esta é uma forma muito mais bonita de ver bebés, do que o habitual e já gasto "Ai que lindo, tem os olhos do pai, o nariz da mãe e a baba da avó!"

Sem comentários: