segunda-feira, 7 de junho de 2010

DUM-DUM 24h

Esta mania que eu tenho de não prestar atenção às "coisas de gaja" de vez em quando dá asneira...
Uma gaja normal vai ao supermercado comprar um desodorizante e das duas uma, ou compra o da marca habitual, fragrância de côco fresco apanhado ao entardecer numa praia das Caraíbas, ou então passa o resto do dia em frente às prateleiras a cheirar todos os frascos em busca de um digno substituto do habitual.
Ora eu, chego à prateleira dos desodorizantes, olho para os que têm preços abaixo do limite pré-estabelecido, e pego no que tiver a embalagem mais gira.

Esta manhã estreei um, comprado exactamente com os critérios que descrevi, que usei à discrição ainda meio adormecida.
Mais tarde, dentro do carro, achei que havia um odor estranho no ar, muito semelhante a produto mata-moscas. Depois de apurada investigação, lá concluí que o odor vinha de mim...maldito desodorizante! Sim, tenho a certeza que estava no corredor certo do supermercado quando o comprei. Não sei qual o aroma exótico que supostamente estão a tentar imitar, assim que chegar a casa vou ler a embalagem, mas até lá tenho a certeza que hoje não há insecto que se chegue perto de mim!

Mas nem tudo é mau, tendo em conta a quantidade de melgas que para aí andam, em teoria hoje será um dia descansado!

1 comentário:

Afonso Loureiro disse...

Pelo menos tens a certeza de que não te pego a malária!