domingo, 27 de junho de 2010

As diferenças

Há uma espécie de antes e depois no que toca a ser proprietário de um BMW.
Dependendo dos carros que se teve antes, há a diferença na condução e tudo isso, mas falo aqui principalmente da diferença de tratamento das outras pessoas.

Há a diferença na estrada, em que o simples facto de irmos da faixa da esquerda, mesmo devagar, faz com que mais de metade dos carros que vão nesta faixa se mudem quase imediatamente para a faixa à direita, para nos deixar passar. Nunca tinha conseguido este efeito com outro carro e com este de repente vejo abrirem-se alas à minha frente. Realmente também eu tenho ainda o reflexo de mudar de faixa quando vejo um Mercedes, Audi ou BMW aproximar-se: "Este senhor deve ir com pressa!". O pessoal dos carros bons vai sempre com pressa...pensava eu.

Há a diferença com os amigos e conhecidos, não interessa se comprei um carro com 3 anos importado, nem que tivesse 10 anos e comprado numa sucata, o efeito era o mesmo: "Estás bem na vida, hein? Um BM...sim senhor!". Eu sei, porque eu própria já fiz este discurso (temperado com uma pontinha de inveja) a um amigo com um BMW de 10 anos. Há qualquer coisa de classe nestes carros, não interessando a idade, que faz com que chamem muito mais a atenção do que um carro francês topo de gama acabadinho de sair da fábrica pelo dobro do preço.

Mas a diferença que me chateia realmente são os arrumadores. Sempre foi a minha política não contribuir com um cêntimo que seja para esta "actividade" e a tarefa tem-se revelado bastante fácil. Basta estacionar, fechar o carro, ir à vidinha, e nem sequer trocar um olhar ou expressão que seja, mesmo ao som de alguns raros comentários: "era só uma moedinha", "obrigadinho por nada", ou a maior parte das vezes só um olhar de desdém, mas nunca passam disso.
Mas de há 3 semanas para cá, tudo mudou, já estacionei o BMW em 3 locais com arrumador e nem uma vez me escapei sem um comentário ofensivo: "gasta tudo no BM....não sobra nada p'os pobres", "é só p'o BM...." ou a minha preferida "mais uma puta de BM...".

Bom....o que me apetecia era mesmo responder: "Vai trabalhar das 08h00 às 00h00 todos os dias, como eu, e já podes comprar um!", ao que o Homem-Que-Não-Assina acrescentaria "...e depois levantar às 06h30 para passear os cães e começar tudo de novo!", mas acabo por fazer o meu número de desprezo como de costume, se bem que agora custa-me fazer a expressão despreocupada, porque confesso que um risco de vingança na pintura ía doer-me como tudo.

É que não é só nos outros que há diferenças....

Sem comentários: