sexta-feira, 24 de abril de 2009

Era da Indiscrição

Aqui há tempos experimentei o Twitter, mas não lhe achei grande utilidade, para além de brincar com a métrica tentanto fazer piadolas com 140 caracteres  e descobrir coscuvilhices das vedetas. Dá-me imenso jeito saber que o Nuno Markl está no comboio ou no trânsito ou mesmo que o Bruno Nogueira passa tempos infindáveis a jogar consola...

Talvez ainda o utilize um dia para anunciar eventos ou encontros de alguma actividade,  mas para além disso, é tão útil quanto um blog mas com menos recursos.

Esta semana recebi um convite para me inscrever no Google Latitude, que basicamente serve para as pessoas saberem onde estamos a qualquer instante. Ora isto tambem dá um jeitaço: aos ladrões!

Hoje em dia é muito fácil ser criminoso, basta ter computador, internet e estar atento. Uma pessoa que tenha blog, twitter, hi5, facebook, google latitude, etc.,  é um alvo fácil. Basta seguir as redes sociais para rapidamente saber a rotina de alguem, o que tem lá em casa que valha a pena, onde é, a que horas tem lá gente, enfim...

Tenho Hi5 mas há imenso tempo que me chateei com aquilo, estou agora a iniciar-me no Facebook, a ver se é menos infantil. O Google Latitude ficará para já por experimentar, até ver...

No outro dia, em conversa, alguem me disse: "Ah é? Mas não vi nada disso anunciado no teu blog!"

Ora vamos lá ver, meus amigos, isto aqui não é um "Querido diário" nem tão pouco uma agenda pública. É apenas onde eu escrevo o que quero partilhar com os meus amigos e que não me importo que outros leiam, sejam conselhos de compras, de hortícultura, fotos ou outras "cenas" que me passem pela cabeça, que hoje em dia não tenho oportunidade de contar a toda a gente que quero e que desta forma fica disponível para quem esteja realmente interessado nos meus desvarios e quem sabe ganhar a atenção de quem ainda não os conheça. 

Estar no Facebook, no blog, no Hi5 e por aí adiante, nada disto o faço inconscientemente do facto de ser um meio público, e por muito aberta que pareça ser quando falo da minha vida, faço-o porque sou feliz com a vida que tenho, não tenho vergonha em falar de mim, mas sempre, SEMPRE, protegendo o que ou quem considero importante. 

Tenho imensos casos de pessoas ou acontecimentos sobre os quais o meu espírito gritava por escrever um "post" mas contive-me porque iria provavelmente magoar alguem que não quero ou expôr uma situação que não sabia exactamente qual a sua envergadura.

Todos estes meios que são agora disponibilizados ao comum dos mortais devem ser usados com moderação, e em caso de dúvida fale com o seu médico ou farmacêutico!

(foto de pt.dreamstime.com)

2 comentários:

Anónimo disse...

Muito Bem!

Chegou a lista das multas...

Y.

Pirralha disse...

Conforme já disse aqui antes, o único erro que cometi foi o de divulgar onde se encontrava a lista. Foi um erro de principiante que não voltarei a cometer em publicações futuras.