quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Luke, I Am Your SeaWeed

Que este ano não está a mostrar o melhor Verão que se pode ter já todos sabemos, e muitos são os post's na blogosfera acerca disso. Mas este Verão, para mim, fica marcado como o Verão das Algas.
Em duas semanas de praia, num local famoso pelos seus areais e águas limpas, todos os dias nos aguardavam montes (e não estou a exagerar) e montes de algas, dentro e fora de água. 
Para mim, que fui pato na encarnação anterior, foi com grande tristeza que não cumpri os meus banhos de mar do costume, tudo porquê? Porque as algas fazem-me olhar para a água e pensar "nhéééé".


Nem a viscosidade da coisa, é mesmo o não conseguir estar dentro de água descansada. Sou muito assustadiça e qualquer coisa que me toque dentro de água será concerteza um peixe-aranha, uma alforreca ou qualquer coisa de tubarão para cima.

Para terem uma ideia de como eu sou dentro de água com algas, imaginem aquela cena do 4º episódio do Star Wars em que o Luke SkyWalker cai dentro do compactador de lixo da nave e lá está ele com água pela cintura quando lhe começa a roçar algo pelas pernas e ele vira-se de repente: "O que foi isto?"..."E isto?" e "Ó diabo, deve andar aqui um bicho perigoso!"
É mais ou menos isso!

Sem comentários: