segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A conduzir um LEGO

Foi muita a especulação acerca de qual seria o carro que me calharia na rifa como viatura de cortesia, enquanto o querido BMW ía arranjar a valente mossa que lhe ofereci no Natal.

Depois de ficar assente que seria um utilitário 1200 a gasolina, ficou a espectativa e ficou também a minha esperança secreta de andar uma semana incógnita (só para me lembrar como é) já que com o actual carro tooooda a gente sabe onde estou.

Esta manhã, a senhora do renting dirige-se a mim hesitante:

Sra - A senhora tem um BMW...
Eu - Pois.
Sra - Eu tinha aqui marcado um FIAT 500...
Eu - Ai que lindo!
Sra - Gosta? Não se importa? Ai que bom, estava com receio que recusasse!
Eu - Não, não me importo, até vai ser giro, para experimentar.

Saimos lá para fora onde estão vários 500's estacionados, um cinza, um branco, um preto, um azul escuro e um azul bebé. Pensei eu cá para os meus botões "Era lindo que me saísse o azul bebé! Discreto, muito discreto..."

Só não acerto no Euro Milhões....

1 comentário:

RAD disse...

Achei piada à senhora. Deve estar habituada a que todos os donos de carros de "certo gabarito" sejam uns snobs cheios de manias. ;D