quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Mia XIV

Disse-vos no post 14 que o final de ano foi atarefado e conto agora mais uma história desses dias.

Foi no dia 30 que eu e o meu coração mole não resistimos aos encantos de uma gatinha dócil e carente, que pedia mimos a toda a gente que passava, num parque de estacionamento. Foi com dificuldade que a deixei lá no primeiro encontro, mas quando cheguei a casa obtive prontamente o consentimento do Homem-Que-Não-Assina, claramente ainda imbuído de espírito festivo, e voltei ao parque para a recolher.

À primeira vista estava coxa, tinha um olho baço e estava muito cansada, porque dormiu quase 2 dias seguidos, só interrompendo para comer. Foi na visita ao veterinário que descobrimos uma fractura da cabeça do fémur (já com 2 semanas) e que a mancha no olho é uma cicatriz. E apesar dos seus 2kg, terá já cerca de 1 ano.

Esta foi a primeira foto que lhe tirei, para um anúncio "Encontrou-se gatinha...", mas passada uma semana ninguém respondeu e decidi que é minha. Já foi operada à perna, está bem disposta e repousa na sua nova casa, junto da sua nova família.

O nome é Mia porque numa pesquisa de celebridades coxas encontrei a Mia Farrow e XIV porque me apareceu na viragem para 2014. Além disso, esta referência papal dos nomes seguidos de numeração romana dá um ar chique e ao mesmo tempo, abençoado.




Sem comentários: