quarta-feira, 11 de julho de 2012

Do it yourself

Quando se fala de artes manuais há 2 grandes grupos, os que não gostam / não têm jeito / compram tudo feito e os que fazem questão de fazer mesmo que saia mais caro / dê mais trabalho / dê imensos problemas / saia uma treta no fim mas dá um gozo danado a fazer.
Eu faço parte do 2ª grupo. Nem é pela suposta poupança que se faz (muitas vezes o projecto torna-se numa fonte de problemas que nos faz gastar muito mais recursos do que se comprássemos feito) mas sim pela velha máxima "A felicidade está na viagem, não no destino".


No caso concreto de todos os projectos que tenho em curso para a grande obra "Quarto dos Putos", começou com a minha irritação quando comecei a escolher um tema para a decoração do quarto. Todos os bonecos e objectos pré-feitos que se encontram têm 2 grandes defeitos: só há em azul ou cor-de-rosa e tudo tem um ar maricas e afectado. E há ainda o defeito-mor: o preço de tudo!
A minha ideia inicial do tema "ursinhos" desfez-se após as primeiras visitas às lojas de decoração e bricolage, e rapidamente entrei em desespero quando percebi que a cor "amarelo" é algo que simplesmente não existe nas opções à venda. A não ser que opte por pespegar Winnie's The Pooh's em todo o lado!

Foi por não encontrar tapetes amarelos (sem ser do Winnie The Pooh) que decidi fazer o meu próprio tapete em trapilho. Fui aprender crochet de propósito.
Foi por não encontrar apliques de parede amarelos (sem ser do Winnie The Pooh e com preços capazes de contratar o próprio Winnie) que decidi comprar e pintar os meus próprios apliques. E vão sair 3 apliques ao preço de um.
Foi por não encontrar cortinados amarelos e por uma ideia que tive ao visitar as promoções da Moviflor, que decidi costurar o meu próprio cortinado. E também acabará por sair um cortinado ao preço de meio!
E foi por pura teimosia (e preços proibitivos dos perfis em esferovite) que decidi pintar os macaquinhos na parede para separar as cores.

Não tivesse eu a mania do "Do it yourself", teria-me rendido às decorações normais dos ursinhos com ar afectado, Faísca McQueen ou Winnie The Pooh, mas a verdade é que, entre a teimosia e os problemas encontrados nestes pequenos "projectos", me tenho divertido bem mais (mesmo com os nomes todos que chamei aos macaquinhos), e no fim, apesar dos putos não ligarem nenhuma a isto tudo, vou entrar naquele quarto toda contente com aquele ar do "Fui eu que fiz".

E sim, vou ter um ataque quando me fizerem o primeiro risco no cortinado ou nos macaquinhos ou quando me sujarem o tapete, ou quando partirem um aplique....

(e eu comecei este post com a ideia de apresentar o projecto do cortinado e quando dei por isso já está com este tamanho todo e ainda só falei do gozo que dá ter projectos novos....bom! fica para a próxima! e a foto lá em cima ainda é de outro projecto que não tive coragem para mencionar, que está ainda a marinar na cabecinha)

Sem comentários: