quinta-feira, 21 de junho de 2012

Ainda hei-de ir para o Céu (dos Sapos)

Mais uma vítima salva das garras dos montros do quintal. Mais uma boa acção para o rol.


Nota mental: tenho de começar a andar com a máquina fotográfica nos dias a seguir à chuva, que o tamanho dos espécimes não permite fotos decentes com o telemóvel.

Sem comentários: