segunda-feira, 25 de agosto de 2014

É de menino que se torce o pepino

Durante as férias, as idas à praia são de bicicleta. F., agora com 2 anos, refila quando levamos a bicicleta pela mão. Para ele, passeio de bicicleta é com o traseiro de um progenitor alinhado à sua frente, senão não conta!
Por esta razão, sempre que chegamos à praia e fazemos o caminho pela passadeira de madeira a pé, com a bicicleta pela mão, F. refila durante todo o percurso, o que me levou a parar num dos dias, dar uma reprimenda e não avançar nem um passo enquanto ele refilasse. Assim estilo "ensinar cão a andar com trela sem puxar", uso muito Cesar Millan na educação dos meus fihos...

Atrás de nós seguiam dois velhotes, vagarosamente, mas foram tantas as vezes que parei na passadeira, para aplicação da minha técnica Child Whisperer, que os velhotes acabaram por nos passar.

E como é sabido, especialmente pela avestruzes, quando não vemos nem ouvimos os outros, eles também não nos vêm nem ouvem a nós, portanto assim que nos passaram os velhotes começaram imediatamente a discutir a minha técnica de educação, independentemente de eu seguir 2 passos atrás, com um F. já resignado.

Por acaso a discussão era a meu favor e aliada à recente notícia de desacatos no C.C. Vasco da Gama. Aparentemente aquilo aconteceu tudo porque, e passo a citar: "As mãezinhas daqueles jovens não os repreenderam quando era tempo e agora os jovens não têm educação nenhuma e juntam-se no Facebook para ir fazer desacatos!"

Sem dúvida, aquilo era tudo gente que as mães deixavam refilar no banco de trás das bicicletas.

1 comentário:

al disse...

100% de acordo. Continua estas no caminho certo. Mais tarde eles vão te agradecer.