sábado, 19 de outubro de 2013

Quando eu for grande...

Estou na sala de espera de um consultório e vejo casais com filhos a lidar com as suas habituais inabilidades de ficarem quietos mais de 2 minutos.
Há casais que sorriem entre si, cúmplices, inspiram fundo e repetem pela 10a vez seguida a ordem de sossego.
Outros há que discutem entre si, as suas vozes elevam-se mais que as dos filhos, atropelam-se a dar ordens, que apesar de serem também de sossego, incitam (pelo menos a mim) ao desassossego.
Fico a pensar que tipo de pais somos nós, tento lembrar-me sa ultima vez que estivemos nesta situação.  Felizmente só me lembro de situações que nos colocam no grupo dos primeiros casais.
Nem era difícil chegar a esta conclusão, afinal de contas somos uma equipa, sempre fomos.

Sem comentários: