sexta-feira, 17 de junho de 2011

A Senhora Que Não Assina

Eis que voltamos de terras Mexicanas, ou deverei dizer Yucatanas, ou Maias? Bom, voltámos do continente onde são menos 6 horas que cá, o Homem-Que-Não-Assina e a sua recente aquisição por contrato, eu.
Para quem ficou a leste com a última publicação, sim, foi mesmo nesse dia que passei a ser a Senhora-Que-Não-Assina. E o curioso é que de facto nenhum de nós assinou durante o acto oficial, pois com as modernices, já basta agora a palavra de cada um e nem testemunhas é preciso. Se bem que havia muitas, principalmente à porta da sala e no momento em que a senhora do registo anunciou o meu novo apelido ouviu-se um murmúrio uníssono: "Coitadinha..." ainda bem que só convidei família e amigos próximos...

Diz o meu pai que a partir de agora não recebo mais prendas no Dia da Criança e diz a minha mãe que a partir de agora tenho de ter juízo, tudo porque agora sou uma senhora...pfffft, tá bem! Olhem lá bem para o nome com que assino este blog....

Haverá ainda publicações acerca do bolo, do vestido, das unhas, Meu Deus, as unhas! Mas ficará para outro dia.

Sem comentários: